Wednesday, January 24, 2007

Nem por isso


Há uma grande série que anda por esse mundo fora que tem várias características que eu gostava de expor aqui. Mas não o vou fazer. Apenas gostaria de sublinhar com um traço bastante carregado o facto do elenco de Lost ser maioritariamente masculino. É por isso que recebe os prémios que recebe. Os criadores são homens. O elenco é cheio de homens, com barba, a trabalhar no duro e a cheirar a queijo da serra. Os criadores foram hábeis e inteligentes ao ponto de eliminarem três mulheres quase de seguida! Que génios. Agora, as que restam são: kate, uma rapariga que basicamente mostra as costas de vez em quando ao campónio e a chefe dos maus, cujo nome não me lembro, mas que nem com um grande decote, como num dos episódios aparece, se consegue parecer mais mulher que o elton john ( o elton n é absolutamente gay, mas usar o cláudio ramos neste exemplo é muito batido ), claire, australiana em pós parto que serve para encher, e sun, a coreana assassina, como eu gosto. Se faltar alguma, mais mulher menos mulher, não faz mal.

P. S. - apesar dos rumores, desminto ser o az.

8 comments:

Anonymous said...

outro do lost é o bidoche

Anonymous said...

mostra as costas ao campónio loool e viva o cheiro a homem de barba suado que fede a queijo da serra

Anonymous said...

"Apenas gostaria de sublinhar com um traço bastante carregado o facto do elenco de Lost ser maioritariamente feminino."

feminino? epaaaaa, nao! mas vivam as mulheres!

Hume veste armani said...

Anônimo disse...

"Apenas gostaria de sublinhar com um traço bastante carregado o facto do elenco de Lost ser maioritariamente feminino."

feminino? epaaaaa, nao! mas vivam as mulheres!

?

mulher não sabe ler, cara

Anonymous said...

Mulher Não Lê

ai ai said...

Ora, as mulheres têm um fim honroso reservado, seus patetas. E o Lost prima pela descrição no que diz respeito aos papeís femininos. Mau..

Anonymous said...

*discrição

Anonymous said...

mulher nao serve de muito aí já que nao podem criar cenas de sexo a torto e a direito...pena